19.9 C
São Paulo
sábado, julho 24, 2021

Agentes penitenciários invadem sessão e adiam votação da reforma da Previdência

Destaques

Nesta quarta-feira (3/5), após a desistência do relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), de incluir os agentes penitenciários nas regras especiais de aposentadoria de policiais, um grupo de representantes da categoria organizou um protesto na entrada da ala de comissões da Câmara. O acesso ao local foi fechado e os manifestantes ficaram do lado de fora do prédio.

No início da reunião da comissão que analisa a reforma, Maia inclui os agentes na regra especial de idade mínima de aposentadoria de policiais (55 anos). No entanto, após o intervalo do almoço, no retorno da sessão, o deputado voltou atrás e desistiu da inclusão. A pauta será agora discutida pelo Plenário.

Reprodução Brasil247

 

EBC

Comissão especial aprova relatório da reforma da Previdência

Após mais de seis horas de discussões, a Comissão Especial da Reforma da Previdência aprovou, no dia 3 de maio, o relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA) que modifica as regras para a aposentadoria. O texto foi aprovado por 23 votos a 14. Votaram contra os partidos PT, PCdoB, PSOL, Rede e PDT.

Os deputados ainda terão de votar os destaques. A intenção do governo é levar a proposta para ser votada no plenário da Câmara na segunda quinzena de maio. Por se tratar de uma mudança na Constituição, a proposta precisará de pelo menos 308 votos favoráveis no plenário para ser enviada ao Senado. As informações são da Agência Brasil.

Últimas matérias